Sebastião Saraiva 59

        No berço do comércio da cidade Lisboa, no centro do bulício urbano, encontra-se o apartamento Sebastião Saraiva 59. Este apartamento, cheio de história e carisma, albergou diferentes usos e habitantes, contudo, a sua estrutura basilar encontrava-se praticamente intacta. Surge a necessidade de adaptar a sua vivência à era contemporânea, tornando a zona social mais ampla e única, oferecendo mais privacidade o núcleo mais intimo da habitação, mantendo uma certa fluidez entre ambos os espaços de uso tão diferenciado.
      Como princípio é idealizado a abertura do espaço existente que se encontrava dividido em dois compartimentos. No decorrer das obras, encontra-se uma parede de tabique, que servia de parede divisória, original e intacta, muito característica e cheia de história de métodos construtivos antigos da cidade. Esta parede é mantida e despida de toda a acumulação de vivências posteriores, podendo, assim, conferir um pouco da base construtiva antiga numa nova era moderna. Esta parede cria separação pontual no espaço social, separando a zona de estar da zona de confecção e refeição, e diferenciando a zona de lazer com a zona de descanso.
      Os quartos são reformulados, passando de um apartamento de tipologia T3 para T2, podendo assim proporcionar uma zona de conforto mais aproximada à vivência actual. Um quarto passa a ser uma suite e outro encontra-se próximo da instalação sanitária de apoio.

  • Localização

    Lisboa, Portugal

  • Área

    75.00 m2

  • Serviços

    Arquitectura, Arquitectura Interiores, Gestão de Obra